sábado, 9 de abril de 2011

Agora Nós Somos o País da Copa


Sessenta e quatro anos após sediar a quarta copa do mundo de futebol, o Brasil será novamente palco deste grande evento, agora sediando a vigésima copa do mundo em 2014. É um momento de grande expectativa para todos os torcedores deste país já consagrado o país do futebol. Muitos que viram o maracanã ser construído para comportar a Copa de 1950 e tiveram a oportunidade de ver grandes estrelas do futebol se sagrarem para a história já não estão mais conosco, porém alguns ainda relembram aqueles áureos momentos que, infelizmente, acabou em grande decepção quando, em pleno Maracanã, a seleção brasileira sofreu uma derrota de 2 x1 para a seleção do Uruguai na decisão daquele mundial. Mais de duzentos mil torcedores que ali estavam para ver o Brasil ser pela primeira vez campeão do mundo voltaram frustrado para casa. E o que mais machucou foi o fato de que naquela ocasião precisava-se apenas de um empate.

De lá para cá muitas coisas aconteceram no cenário mundial, tanto em relação ao futebol como no âmbito social e político em geral. E essas mudanças precisam ser discutidas, afinal de contas, sediar uma copa do mundo não é só uma questão de ter um bom futebol, mas também uma questão de infraestrutura para acomodar tantas pessoas vindas de todas as partes do mundo. Como então preparar o país para um evento desta grandiosidade? Com  a  palavra as autoridades responsáveis e tmabém os formadores de opinião. Há tantos problemas de infraestrutura que precisam ser resolvidos até 2014 que, segundo a opinião de alguns, será um evento causador de grandes transtornos.

Para começar temos o problema dos estádios de futebol nas cidades principais deste país, os quais não são dos piores, mas falta segurança, conforto e melhor acessibilidade. Muitos deles , segundo a opinião de especialistas do assunto, não têm condição de serem usados nos jogos, principalmente devido ao problema na acessibilidade. O caso mais concreto é o da cidade de São Paulo, cujo principal estádio, o Morumbi, já foi descartado como possibilidade por inspeção da Fifa.. Fica, portanto, a cargo dos administradores públicos apresentar as reformas necessárias ou o projeto de construção de novos estádios nas megalópolis deste país imenso.

Outro problema grave é do transporte. Só para ficar no caso da principal cidade deste país, São Paulo, basta alguns minutos de chuva forte e a cidade para. Os nossos aeroportos viram um caos nos feriadões, quando a demanda aumenta. A malha ferroviária mostra-se insuficiente para transportar mesmo os nossos trabalhadores. Como, então, conseguiremos transportar, com um mínimo de conforto, tantos turistas em dias de semana, quando houver jogo por aqui?

Além dos problemas supracitados, temos outros como a criminalidade, a deficiência no sistema de informações e a falta de profissionais qualificados, principalmente bilíngues, para prestar serviços de qualidade em diversos setores como hospitais, hotéis e lojas.

Mas não podemos só ficar nos problemas. Há muitos ganhos para uma nação que sedia uma Copa do Mundo de Futebol. Além das muitas oportunidades de emprego, vamos mostrar ao mundo o que temos de melhor, nosso povo, história, costumes e pontos turísticos. Sem falar da emoção de ver a nossa seleção mostrar a riqueza de seu futebol em sua própria casa.

Para todos os brasileiros, 2014 será um ano mágico, um marco na história de nosso país e queremos viver intensamente a alegria de ver o espetáculo do nosso futebol, bem aqui, pertinho de nós, quando provavelmente explodirá o grito do hexa, preso há oito anos em nosso peito. Já imaginamos o Maracanã lotado para a decisão final, como muitos tiveram a oportunidade de ver em 1950. Brasil x Uruguai? Esperemos para ver.











Postar um comentário